Estrutura da comunidade zooplanctônica na região costeira adjacente à foz do Rio Doce: cenário após o rompimento da barragem de Fundão-MG

Nome: Laura Rodrigues da Conceição
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 25/06/2021
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Luiz Fernando Loureiro Fernandes Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
CHRISTIANE SAMPAIO DE SOUZA Examinador Externo
PAULO DE OLIVEIRA MAFALDA JUNIOR Examinador Externo
Renato David Ghisolfi Examinador Interno
SERGIO LUIZ COSTA BONECKER Examinador Externo
SIGRID NEUMANN LEITAO Examinador Externo

Resumo: Inserido no contexto dos impactos ambientais gerados pela atividade de mineração, que inclui o evento de rompimento da barragem de Fundão-MG, além de considerar a importância ecológica do zooplâncton marinho e a escassez de estudos voltados para essa problemática, este trabalho visa identificar os potenciais impactos crônicos causados na comunidade zooplanctônica devido a presença da lama de rejeitos de minério na área marinha adjacente à Foz do Rio Doce (FRD), Espírito Santo, Brasil. Os objetivos do trabalho foram: caracterizar e avaliar o cenário nos anos subsequentes à chegada da lama de rejeito (2016/2017/2018), considerando a estrutura da comunidade zooplanctônica, bem como os potenciais efeitos do material particulado em suspensão nos organismos, além da sua relação com a estrutura oceanográfica considerando a estruturação das massas de água. Foram coletadas amostras de água (para análise de material particulado em suspensão, clorofila e feopigmentos) e zooplâncton (através de arrastos oblíquos com fluxômetro acoplado à boca da rede) em quatorze estações amostrais para posterior análise em laboratório. Análises inferenciais e estatísticas (uni e multivariadas) foram aplicadas com o intuito de evidenciar a melhor estruturação dos dados bióticos e abióticos. Os resultados apontaram que a comunidade em geral apresentou perda de diversidade e abundância quando em cenário de maiores concentrações de material particulado em suspensão (MPS), apontando a influência negativa devido à presença do rejeito associada ao MPS. Além disso, houve a dominância de determinados grupos/espécies em relação a outros(as), como por exemplo larvas de bivalves e ofiuróides, copépodes de pequeno espectro de tamanho (p.ex.: paracalanídeos) e a espécie indicadora de ambientes perturbados T.turbinata. A ACAS se mostrou um importante fator para melhoria das condições hidroceanográficas da área de estudo em questão, principalmente em cenários de maior concentração de MPS, sendo responsável pelo aumento dos valores de abundância e índices de diversidade. O presente trabalho portanto, traz subsídios que evidenciam o cenário de impacto crônico provocado pela presença da lama de rejeitos sendo um relevante referencial para estudos futuros que compreendam o desastre devido ao rompimento da barragem de Fundão-MG na porção marinha adjacente à Foz do Rio Doce.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910