Geologia, Geomorfologia e Sedimentologia da Plataforma Continental da Bacia do Espírito Santo e Norte da Bacia de Campos.

Resumo: A proposta objetiva o mapeamento sedimentológico e morfológico da plataforma do Espírito Santo, englobando a área da Bacia do Espírito Santo e parte norte da Bacia de Campos. Este objetivo será alcançado a partir de levantamentos batimétricos, sonográficos, coletas de amostras e análise de dados pré-existentes.

O plano de trabalho contempla um transecto composto (conforme metodologia descrita por Castanos, 2002) e seis transectos simples. Os transectos propostos são faixas de levantamento geofísico, perpendiculares ou paralelos a costa, entre a isóbata de 10m e a quebra da plataforma continental. No transecto composto a faixa amostral possui largura de 5km, enquanto os transectos simples são faixas de 400m de largura.
Baseado na análise prévia da morfologia e faciologia da plataforma do Espírito Santo, estão sendo propostos 6 transectos simples e 1 transecto composto. Para estimar as distancias a serem navegadas, para o planejamento das campanhas foram considerados dois transectos de 200 km em Abrolhos e de 65 km para o restante da plataforma do Espírito Santo. Desta forma, a distância total de linhas geofísicas a serem percorridas é de 3200 km.

O levantamento geofísico englobará a aquisição simultânea de dados de batimetria de varredura e de imageamento do fundo marinho. Para este objetivo deverá ser adquirido um sistema tipo GeoSwath (Geoacoustics-Konsberg Company.) que combina o imageamento do fundo com a sua morfologia, possibilitando assim uma visualização mais precisa dos tipos de fundo marinho e das feições do relevo associado. A grande vantagem deste sistema é a aquisição conjunta de dados batimétricos e sonográficos, permitindo assim a modelagem do relevo submarino usando uma imagem deste mesmo fundo. Este tipo de ferramenta representa o estado da arte em mapeamento de habitats, sendo amplamente usado por empresas e universidades. Este sistema é do tipo “over-the-side”, ou seja, é fixado no costado da embarcação. O sistema conta ainda com software de processamento e interpretação, sendo que o módulo Geotexture, permite a identificação automatizada dos tipos de fundo.

Data de início: 2013-01-20
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado Estefânia Godinho
Aluno Doutorado Danielle Peron DAgostini
Aluno Doutorado Alex Evaristo da Silva
Coordenador Alex Cardoso Bastos
Pesquisador Valéria da Silva Quaresma
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910