IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS PROCESSOS DE RESUSPENSÃO E DISPERSÃO DE SEDIMENTOS NOS ECOSSISTEMAS COSTEIROS DE VITÓRIA-ES

Resumo: O processo de resuspensão em costas de micromaré, como no caso do Município de Vitória, não vem sendo tão estudado tanto quanto ao longo de costas de domínio de macromarés (Velegrakis et al., 1999). Evidências de resuspensão por correntes de maré são mais limitadas quando comparadas à indução por ondas, principalmente em eventos de alta energia (Paphitis e Collins, 2005). De uma maneira geral, o processo de resuspensão natural do fundo está mais associado a ondas geradas por vento e durante tempestades. Durante períodos de tempestade, observou-se que o nível de concentração de MPS na plataforma continental interna pode ser 300 vezes maior que durante condições normais de ação de ondas (Li et al., 1996; Paphitis e Collins, 2005; Pusceddu et al., 2005). A resuspensão antropogânica do fundo também é passível de alterar consideralmente os parâmetros de qualidade da água e consequentemente o padrão de transporte e deposição de sedimento. Madron et al. (2005) e Pusceddu et al. (2005), realizando experimentos com redes de arrasto de pesca profissional no Mar Mediterrâneo, observou que os níveis de concentração de MPS podem exceder em até 50% aqueles observados e induzidos por ondas de tempestades.

Portanto, considerando a importância social e econômica dos ecossistemas costeiros, se faz necessário um melhor entendimento e quantificação dos processos de resuspensão e dispersão de sedimentos, a ponto de se quantificar os principais fatores causadores do processo e identificar áreas potenciais de resuspensão e acumulação de sedimentos.

Data de início: 2008-06-01
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Alex Cardoso Bastos
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910