Avaliação do Its1 e do Its2 Como Barcode para Calanoida (crustacea, Copepoda) Marinhos e Como Ferramenta Complementar para Filogenia do Grupo

Nome: Gustavo Martins Rocha
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 06/06/2014
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Luiz Fernando Loureiro Fernandes Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Ana Paula Cazerta Farro Examinador Interno
Daniela Milstein Examinador Externo
Luiz Fernando Loureiro Fernandes Orientador

Resumo: Calanoida é a ordem de Copepoda mais abundante do planeta, possuindo reconhecida importância ecológica e científica. Porém a acurada identificação taxonômica morfológica deste grupo de animais não é simples, requerendo um elevado grau de treinamento, ainda mais quando se trabalha com animais em estágio larval e juvenil. A identificação molecular por meio de barcode se apresenta como uma alternativa para auxiliar na identificação específica destes organismos. O marcador mitocondrial Cytocromo Oxydase I (COI) é tido como padrão para identificação molecular de boa parte dos grupos animais, mas não se mostra tão eficiente para calanóides. Este estudo teve como objetivo testar as duas subunidades do marcador molecular nuclear Internal Transcribed Spacer (ITS1 e ITS2) como barcode para este grupo animal. Foram sequenciados o ITS1, ITS2 e COI de 105 indivíduos representando 14 famílias de Calanoida. As taxas de sucesso de sequenciamento dos marcadores nucleares foram bem superiores as do COI (98%, 91% e 34%, respectivamente). Além disso, foi observado um hiato entre as distâncias genéticas intraespecíficas e interespecíficas nos marcadores moleculares nucleares que permitiram o agrupamento em, clados monofiléticos, de 100% das sequências dos indivíduos amostrados com as demais de sua mesma espécie para o ITS2 e com apenas Pleuramamma xiphias como exceção para o ITS1. A filogenia do grupo, gerada com base nas sequências concatenadas de ITS1-ITS2-COI, se mostrou congruente com o que já se tem estabelecido em relação às relações evolutivas do grupo. Apesar da necessidade de estudos adicionais para confirmar os padrões aqui encontrados, podemos concluir que tanto o ITS1 como o ITS2 são marcadores moleculares de fácil sequenciamento para Calanoida e que o ITS2 possui variação genética suficiente para ser utilizados para geração de barcode para calanóides marinhos.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910