DETERMINAÇÃO DE MATERIAL PARTICULADO EM SUSPENSÃO
(MPS) ATRAVÉS DE MÉTODOS DIRETOS E INDIRETOS- ESTUDO
DE CASO BAIA DE VITÓRIA- ES, BRASIL.

Nome: Marcel Gianordoli Moura
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 02/10/2009
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Alex Cardoso Bastos Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Alex Cardoso Bastos Orientador
Renato Rodrigues Neto Examinador Interno

Resumo: Medições e monitoramento do transporte de sedimentos em suspensão têm uma grande
importância especialmente nos estuários, devido à necessidade de expansão portuária e
desenvolvimento. Esta pesquisa foi realizada na Baía de Vitória (sudeste do Brasil), a qual
é um sistema estuarino raso caracterizado pela baixa concentração de MPS. O principal
objetivo deste estudo foi estimar a concentração de partículas em suspensão (MPS) ao
longo da coluna de água utilizando diferentes métodos diretos (coleta de água) e indiretos
(sensores ópticos e acústicos). Além disso, os processos de sedimentos coesivos (erosão,
ressuspensão e transporte) próximos ao fundo e na coluna dágua foram investigados.
Sensores ópticos e acústicos foram calibrados em diferentes profundidades. Séries
temporais de concentração MPS foram determinadas através de vários métodos de
calibração. Em geral, os maiores valores de tensão de cisalhamento estão relacionados os
maiores valores de disponibilidade e concentrações de MPS na coluna de água. Uma boa
correlação foi obtida até mesmo para um ambiente de baixa concentração MPS, como é o
caso da Baía de Vitória. O índice de correlação de Pearson variou em uma média
aproximada de 0.72, quando correlacionaram medições realizadas em diferentes
profundidades. Diferenças nos valores de correlação mostram que a calibração em três
diferentes profundidades (fundo, meia coluna de água e perto da superfície) é mais eficiente
do que apenas o uso de amostras de meia coluna. Neste caso, ao tentar calibrar a coluna de
água inteira com apenas uma amostra, o valor de correlação foi muito baixa, aumentando o
erro na estimativa da concentração da MPS. A utilização de instrumentos acústicos, tem
sido de grande utilidade em estudos de monitoramento de MPS, desempenhando um papel
importante em estudos ambientais do estuário. No entanto, esta investigação mostrou que a
calibração deve ser realizada por meio de amostragens in situ da coluna de água durante o
tempo de captura de dados.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910